Confira 6 dicas para gerenciar jovens talentos na sua empresa

jovens talentos
7 minutos para ler

Para competir no ambiente empresarial moderno e acompanhar as tendências de rápida evolução, as empresas precisam atrair e reter jovens talentos. As transformações estão acontecendo rapidamente e sem novas ideias e perspectivas dos funcionários mais jovens, e as empresas podem perder oportunidades futuras se não se adaptarem rápido o suficiente às novas expectativas dos clientes.

A grande adversidade, porém, é que esta geração é volúvel. Muitos jovens que iniciam a carreira veem com preocupação as constantes recessões do mercado e são céticos quanto à confiança nas empresas e posições de longo prazo. De fato, de acordo com uma pesquisa feita pela Access Perks, 71% dos Millennials dizem que estão buscando ativamente um novo emprego.

Atraí-los e retê-los requer mais do que apenas um bom salário e localização. As razões pelas quais os talentos mais jovens permanecem são muito mais complexas, mas se a sua empresa puder fornecê-las, você pode garantir bons resultados para o negócio.

Confira a seguir 6 dicas para gerenciar e reter jovens talentos na sua empresa!

1. Faça uma conexão pessoal

Essa geração de trabalhadores cresceu em um mundo onde é possível personalizar todas as experiências — desde encomendar comida a encontrar a sua alma gêmea. Eles querem uma conexão pessoal, e isso inclui os deveres do trabalho, bem como as pessoas com quem trabalham. Como gestor ou líder de equipe, cabe a você criar esse vínculo pessoal.

Isso pode significar gastar um pouco de tempo com eles para mostrar que você está interessado em suas vidas. Pergunte-lhes sobre seu fim de semana ou planos de férias futuros. Torne-os um parceiro em seu próprio desenvolvimento de trabalho — quanto mais você souber sobre eles, maior será a probabilidade de obter o melhor deles.

2. Dê feedbacks

Muitos funcionários não se dão bem no vácuo, e os trabalhadores mais jovens de hoje prosperam em um fluxo constante de feedback de desempenho para ajudá-los a se sentirem notados e valorizados.

Pode ser algo tão simples quanto um comentário passageiro nos corredores da empresa, um e-mail depois de uma ótima apresentação ou uma mensagem em uma reunião.

Isso ajuda os funcionários a se sentirem conectados e valorizados. Isso é crucial, já que muitos deles acreditam que, se esse trabalho não é para eles, eles podem simplesmente sair e buscar outro.

3. Invista nos planos de carreira

Segundo a Gallup, os Millennials têm o desejo de crescer em suas profissões. Essa geração não quer apenas um emprego em uma empresa que se preocupa com a saúde e o bem-estar deles — eles querem uma empresa que esteja disposta a investir no desenvolvimento de sua carreira. Em outras palavras, eles não estão procurando um emprego sem futuro.

Ofereça oportunidades quando um funcionário atingir suas metas de maneira consistente ou, se posições superiores não estiverem disponíveis, atribua responsabilidades adicionais.

Você pode até considerar um programa de orientação de escritório para desenvolver habilidades de liderança e treinamento entre departamentos para ampliar os conjuntos de habilidades dos funcionários e melhorar a eficiência do escritório. Há ainda oficinas de desenvolvimento de habilidades no escritório que enfocam diferentes tópicos, como falar em público ou formação de equipe.

4. Ofereça oportunidades empreendedoras dentro da estrutura corporativa

Estar conectado a tantos recursos e oportunidades fez com que a geração do milênio atraísse o empreendedorismo. Muitos funcionários mais jovens realizam freelances para ganhar dinheiro extra, ter mais liberdade e ampliar sua visão de negócios.

Como resultado, muitos funcionários mais jovens são atraídos para empresas que têm oportunidades de empreendedorismo. Alguns exemplos são capital de risco interno e oportunidades para criar “projetos” e até negócios menores dentro das empresas.

Isso está se tornando mais comum à medida que empresas maiores precisam encontrar maneiras de expandir e crescer no ambiente de negócios em constante mudança.

Eles criam oportunidades para jovens talentos usarem todo o seu potencial. Sem oportunidades como essas, alguns de seus talentos mais empreendedores e ambiciosos podem tirar suas ideias e sair. O empreendedorismo corporativo será um grande atrativo para reter talentos competitivos.

5. Crie uma estrutura organizacional horizontal

Jovens talentos veem empresas burocráticas com uma longa cadeia de comando como ineficientes e desatualizadas. Eles não gostam de ter que passar por várias camadas de gerenciamento para simplesmente fazer seu trabalho ou expressar novas ideias — é desanimador. Os millennials têm o desejo de liderar. Quando eles sentem que a liderança é alcançável em qualquer nível, eles provavelmente se sentirão mais autossuficientes, realizados e importantes em seu trabalho.

Algumas maneiras de “achatar” sua estrutura organizacional é tornar a alta gerência acessível e envolvida com as equipes por meio de comunicação instantânea, como bate-papo da equipe. Você também pode tornar a autonomia e a comunicação abertas às políticas amplas da empresa e ainda facilitar a conversação por meio de plataformas colaborativas em que todos “virtualmente” têm voz.

6. Proporcione propósito e significado

A questão do propósito e significado é essencial para jovens talentos. Embora tenham sido acusados de falta de propósito, a verdade é que muitos dos estereótipos que atuam contra eles são, na verdade, resultado de seu desejo de criar um significado real para si mesmos e para outras pessoas.

Segue-se, então, que um ambiente de trabalho que é rico em propósito e aborda um significado pelo qual ele é apaixonado deve chamar sua atenção — mesmo que o pagamento não seja grande. O jovem talentoso médio quer contribuir com suas habilidades para alcançar objetivos elevados, ao mesmo tempo em que causa impacto real no mundo.

Esse desejo por significado e busca de propósito vem com uma dose de energia que deve ser domada, canalizada para tarefas produtivas e incorporadas e seguidas por diante. Se o talento jovem vai ficar com o seu negócio, eles querem ver que você possa fornecer liderança enquanto eles fazem o trabalho.

A grande liderança é exalar os valores centrais do negócio, mantendo a integridade e obedecendo quando necessário.

Então, como você pode criar um ambiente envolvente dentro de sua organização? Como a mentalidade de liderança precisa mudar para abraçar tudo o que esses recém-formados podem oferecer? É uma mudança sutil, mas poderosa, e que pode fazer toda a diferença.

Nesse momento, contar com uma consultoria em gestão de pessoas pode ser uma estratégia inteligente e eficaz. A Kienbaum, por exemplo, é referência em capital humano no Brasil e na Europa e auxilia empresas em áreas específicas, como desenvolvimento de liderança e gestão de talentos, de performance, de mudança e cultura organizacional. Dessa forma, sua empresa se prepara para gerenciar e reter jovens talentos.

Quer fortalecer e modernizar a cultura corporativa da sua empresa para adequar sua gestão ao novo mercado competitivo? Entre em contato com a gente e saiba como podemos ajudá-lo!

48 Views
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-