Coaching corporativo: como ele impacta a carreira dos profissionais e o negócio da empresa?

coaching corporativo
6 minutos para ler

Identificar os reais problemas que provocam a rotatividade, a insatisfação do pessoal, a perda de talentos, a ausência de um plano de sucessão interno e a necessidade de reestruturar o negócio não é uma tarefa exatamente fácil. No entanto, com o auxílio de uma metodologia específica, como o coaching corporativo, ela pode se tornar viável.

A grande dificuldade é que muitos empresários não têm clareza sobre a diferença entre os principais processos de coaching que podem ajudar a sua empresa. Por isso, acabam criando confusões entre os coachings corporativo, executivo, de negócios e de carreira, por exemplo.

Se esse é o seu caso, continue conosco até o final deste post e descubra o que é, de fato, o coaching corporativo e como ele pode impactar o negócio da sua empresa e a carreira das suas equipes de trabalho. Vamos lá?

O que é coaching corporativo?

A primeira distinção importante a ser feita é que, apesar de o coaching corporativo ser contratado por uma empresa, nem todo processo de coaching é corporativo. Nesse caso, a contratação é corporativa, mas o processo pode não ser.

Ficou confuso? Imagine que a sua empresa precise contratar um processo de coaching para desenvolver um de seus executivos. A contratação será corporativa (sua empresa vai contratar), mas o processo será de coaching executivo. Entendeu?

Alguns parágrafos adiante, isso ficará ainda mais claro, pois vamos explicar as diferenças entre esses processos. Porém, por enquanto, vamos apenas entender do que se trata o coaching corporativo.

O coaching corporativo é o processo que auxilia na implantação de uma cultura de alta performance dentro de qualquer empresa. Por isso, muitas vezes, ele é considerado o primeiro passo que dá abertura para os demais processos (executivo, de negócios, de carreira etc.).

Ele foca em desenvolver individual e coletivamente os colaboradores que fazem parte das equipes de trabalho. Tudo isso por meio de ferramentas poderosas de aceleração de resultados, que despertam o potencial existente em cada um e impulsionam um significativo diferencial competitivo para a empresa.

Logo, elencamos as principais diferenças entre esse e outros tipos de coaching. Vamos entender como ele se difere dos demais processos citados:

  • coaching executivo — é utilizado para aperfeiçoar habilidades como foco, concentração e liderança. Pode ser contratado por um gestor com o objetivo de desenvolver um executivo em especial. No entanto, é muito importante que esse profissional esteja comprometido com o processo;

  • coaching de negócios — é utilizado para definir metas, objetivos e outras ações estratégicas para o negócio. Tem por finalidade dar um rumo para a empresa e corrigir comportamentos e processos ineficazes. Diferente do coaching executivo, ele foca no negócio, e não em uma pessoa;

  • coaching de carreira — é utilizado para quem quer fortalecer seu time de trabalho, desenvolvendo lideranças ou mesmo dando oportunidades de crescimento na organização. Em alguns casos, é utilizado para desenvolver aptidões, habilidades e atitudes em algumas equipes;

  • coaching corporativo — é utilizado para ajustar metas, objetivos e expectativas entre a organização e seus colaboradores. Desse modo, ele é responsável por criar uma cultura empresarial com a qual os envolvidos estejam realmente alinhados e consigam se comprometer.

Agora que você já entendeu as diferenças entre os principais tipos de coaching que podem ser contratados por uma empresa e o que é coaching corporativo, conheça os benefícios que essa metodologia pode gerar.

Como o coaching corporativo beneficia as empresas?

Geralmente, as empresas investem em coaching para fortalecer pontos específicos da sua estratégia ou para realizar ajustes necessários para o alcance de objetivos já determinados. Nesse sentido, ele é uma metodologia bastante útil, especialmente sob o aspecto comportamental das equipes.

Basicamente, o coaching corporativo tem por objetivo diagnosticar a situação atual da empresa, identificar seu cenário ideal e definir estratégias para estabelecer o desdobramento do processo entre uma condição e outra (a atual e a ideal). Por si só, esses já são benefícios muito relevantes para qualquer empresa.

Porém, o coaching corporativo vai bem além, gerando benefícios secundários igualmente importantes. A partir de mecanismos, técnicas e ferramentas, as sessões de coaching mexem com as equipes, mobilizando-as a reconhecer e a desafiar seu estado atual. Dessa forma, a mudança ocorre de dentro para fora, ou seja, a partir de cada indivíduo até se tornar uma nova realidade corporativa.

Sendo assim, o coaching corporativo trabalha para:

  • reduzir a desmotivação das equipes de trabalho;

  • identificar e melhor aproveitar os talentos disponíveis;

  • alinhar as expectativas da empresa com as de seus colaboradores;

  • desenvolver uma cultura organizacional forte;

  • identificar os valores essenciais da empresa;

  • direcionar esforços para a realização de objetivos específicos;

  • acelerar resultados e melhorar a performance;

  • facilitar a escolha de novos líderes e colaboradores.

É comum que, depois do processo de coaching corporativo, as empresas percebam suas equipes trabalhando em prol de um objetivo comum, utilizando o melhor de suas habilidades para realizar entregas eficazes e buscando a autorrealização dentro de suas funções.

No entanto, não é apenas a empresa que sai ganhando. A carreira dos líderes também é fortemente impactada pelo coaching corporativo. Confira, no próximo item, como os líderes têm sua carreira afetada por essa metodologia.

Como o coaching corporativo beneficia a carreira de líderes?

As empresas que proporcionam esse processo para os seus líderes estimulam diversos benefícios de carreira. Em alguns casos, eles podem aumentar significativamente sua clareza sobre os seus objetivos profissionais ou mesmo perceber que não estão na carreira que gostariam. Além disso, são percebidos:

  • incentivo ao autoconhecimento, autoconfiança e fortalecimento emocional do profissional;

  • mapeamento mental individual dos membros da equipe;

  • adequação de crenças, convicções e valores semelhantes aos da empresa;

  • desenvolvimento do potencial humano;

  • fomento à alta performance individual;

  • estímulo à autorresponsabilidade;

  • elaboração e execução de planos de ação.

Com isso, o coaching corporativo é responsável por identificar, realinhar e orientar o ambiente corporativo em prol do desenvolvimento empresarial. Para isso, são avaliados os pontos fracos e fortes da empresa, seus processos e suas reais necessidades. Após essa etapa, são sugeridas mudanças de comportamento para que, coletivamente, a empresa consiga alcançar uma performance melhor.

E então, você gostou deste conteúdo? Quer saber mais sobre coaching corporativo e assuntos semelhantes a este? Assine a nossa newsletter e não perca os nossos conteúdos!

50 Views
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-