Liderança em empresas familiares: quais os principais desafios?

6 minutos para ler

Para atingir o sucesso na liderança em empresas familiares, as características do líder serão de crucial importância. É imprescindível que ele seja uma pessoa apta, tenha as qualidades necessárias e que seja habilidoso para conduzir a equipe, ou seja, capaz de motivá-la e direcioná-la para alcançar os propósitos e as metas do negócio da família. Esse líder tem como principal papel estimular o crescimento de cada membro, assim, obterá bons resultados.

Empresas familiares muitas vezes vivenciam problemas relacionados à liderança e à ausência de estruturas eficientes e de cultura organizacional adequada — isso pode ocorrer por conservadorismo, centralização de poder, conflitos pessoais, regras indefinidas ou ausência de profissionalismo. Você quer saber mais sobre esse assunto? Continue a leitura!

Qual a importância da liderança no desenvolvimento de uma organização familiar?

O líder precisará construir condições favoráveis para o desenvolvimento dos membros da organização. Para isso, deverá ter atitudes de respeito às pessoas. O mais importante é que ele compreenda que a verdadeira autoridade é saber trabalhar em um ambiente onde a comunicação e a educação serão fatores determinantes para garantir a participação de todos.

É essencial ter um plano de negócio definido em que todos compreendam a sua atuação dentro do organograma da empresa. Entender como atuar, onde e o que fazer será decisivo para o êxito do empreendimento.

Criar práticas de funcionamento, diretrizes e manual de atuação de cada departamento e função minimizará qualquer insegurança, e os colaboradores saberão os procedimentos e as estratégias que devem ser atingidas. Essa é sem dúvida uma boa alternativa para que todos conheçam o seu papel, gerando, assim, bons resultados.

Quais os principais desafios enfrentados por um líder de empresa familiar? O que fazer para solucioná-los?

Para qualquer “gestor”, de empresa familiar ou não, os principais desafios são: comunicação, relacionamento e comportamento entre as pessoas. A comunicação entre os membros da família que atuam na empresa torna-se por vezes mais delicada, uma vez que estamos falando filhos, sobrinhos ou irmãos.  

Esse é um desafio a ser enfrentado, porém, é importante entender a importância de,  desde o início, estabelecer   os papéis e responsabilidade de cada familiar/subordinado. Esse líder terá que ter o controle, ou seja, esclarecer as obrigações, fixar normas e firmar autoridade e responsabilidade para cada membro da empresa.

Os relacionamentos interpessoais às vezes sofrem com a estrutura organizacional — um marido falando com a esposa, filho mais novo dando instruções a um pai ou a um irmão mais velho e assim por diante. O segredo é que esses relacionamentos precisam estar bem constituídos, para que a atuação familiar não interfira no desempenho da empresa.

É importante que o líder  seja capaz de manter o foco, compartilhar com todos as metas a serem alcançadas, dar o necessário suporte, ter uma visão empreendedora do negócio da família, desenvolver a empresa, investir na carreira de seus subordinados, incentivar os colaboradores e preparar um futuro sucessor para dar continuidade ao negócio da família.

Como lidar com a influência de familiares?

Lidar com a influência de familiares nesse tipo de empresa requer algumas medidas e cuidados especiais e, principalmente, muita cautela na forma de administrar o negócio. Por isso, é necessário um planejamento estratégico.

Para qualquer tipo de empresa a liderança é essencial. Entretanto, as empresas familiares exigem ainda mais firmeza do líder para que ele não sucumba diante das pressões e dificuldades, pois são vários os momentos conflituosos com um familiar.

Esse líder precisa ser habilidoso para preservar com muito jeito e talento as relações pessoais e não deve permitir que as tomadas de decisões empresariais sejam influenciadas por um dos familiares. Manter o foco é fundamental. É possível que em um primeiro momento você encontre resistência, entretanto, com calma, tente ajustar essas manifestações, pois isso poderá comprometer a organização.

Quais as dificuldades na tomada de decisão?

As limitações percebidas pelos líderes nas tomadas de decisões constituem um dos maiores problemas nas organizações, sejam elas familiares ou não. É indispensável encarar os problemas de forma racional e não emocional, fazendo boas escolhas. Esse é um processo que pode ser aprendido e praticado.

A ausência de planejamento estratégico ou a falta das qualificações e habilidades básicas para assumir a gestão dos negócios da família são problemas rotineiros nessas organizações. Em qualquer empresa é fundamental que a liderança esteja preparada para assumir o empreendimento e que tenha capacidade de organização e planejamento.

O líder precisa ter voz ativa. Uma das exigências para isso é ter um elevado nível de controle e conhecimento estratégico da situação que o negócio exige. É ser antes de tudo um profissional moderno, inovador, que transforma com sua forma de administrar. Transmitir confiança aos seus liderados é essencial. 

Como evitar a ineficiência e não ser prejudicial à empresa?

As decisões devem ser tomada e esse é um processo por vezes exaustivo e trabalhoso. Porém, quando elas ocorrem, devem ser bem planejadas. Um líder que se preocupa com esse aspecto e empenha-se para que sua liderança não venha a ser prejudicial ou ineficiente para a empresa já está no caminho certo!

Nenhuma organização está em um cenário de estabilidade hoje em dia. Importante é antecipar-se aos fatos. Fazer as coisas acontecerem, manter uma visão do cenário econômico e ter a capacidade de identificar novas oportunidades são atitudes primordiais para a sobrevivência de toda ou qualquer organização!

Quais as habilidades essenciais para uma liderança de empresa familiar?

São várias as competências exigidas e essenciais para um líder. Contudo, as características que constituem um bom guia em empresas familiares são:

  • exemplo e honestidade;
  • motivação;
  • ser conhecido e respeitado por sua integridade;
  • visão estratégica do negócio da empresa;
  • capacidade de análise;
  • foco em resultados;
  • poder de comunicação;
  • saber ouvir;
  • liderança na família;
  • resolução de conflitos;
  • conhecimento técnico.

Todas esses “know-how” são primordiais para que a liderança em empresas familiares atinja suas metas e consiga um generoso desempenho em uma organização familiar.

Agora que você entendeu mais sobre a importância da liderança em empresas familiares, aproveite a visita ao blog para entrar em contato com a Kienbaum, somos uma empresa especializada em consultoria global, capaz de auxiliar negócios em suas realidades e desafios cotidianos.

159 Views
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-