Veja 4 dicas eficazes para fazer uma boa transição de carreira

transição de carreira
7 minutos para ler

Está pensando em dar novos rumos ao seu futuro profissional? A transição de carreira é uma opção para quem quer encarar novos desafios, mudar para uma cultura que tenha maior adesão com seus valores pessoais.

Uma mudança pode ser motivada pela insatisfação com o trabalho atual, que muitas vezes se traduz em baixa produtividade, falta de engajamento e desconexão com a cultura organizacional. Permanecer no ambiente ou cargo indesejado pode ficar insustentável e se refletir até mesmo na vida pessoal do indivíduo.

Quer saber mais sobre o processo de transição? Na sequência, confira as soluções que podem ajudar você nessa empreitada.

O que é a transição de carreira?

Estamos falando de um movimento para mudar seu posicionamento na carreira, levando-o a trabalhar com atividades e em lugares que te tragam maior realização.

Imagine um especialista em Qualidade que sempre trabalhou na indústria tenha descoberto seu interesse por ensinar e agora deseje atuar no âmbito acadêmico.

Outro exemplo é quando um veterinário decide levar seus conhecimentos ao mundo corporativo, um ambiente completamente diferente do anterior, porém trará maior satisfação.

Muitas são as chances de transição de carreira: manter-se no mesmo segmento numa nova função, manter o mesmo nível de posição hierárquica em segmentos diferentes, galgar novos passos na hierarquia numa região diferente do mundo ou mudar completamente de área de atuação. Tudo isso é possível.

Por vezes, a mudança não é uma escolha, mas sim uma necessidade — como no caso de quem sai do emprego e não consegue se recolocar. Seja qual for o cenário, é comum o sentimento de insegurança, ainda mais em um país com 13,2 milhões de desempregados.

Conduza bem o processo

O medo e as dúvidas não podem te paralisar. Você não começará do zero porque os investimentos feitos na sua formação, poderão ser bem aproveitados.

A transição de carreira, se acompanhada de perto por especialistas qualificados, promove o autoconhecimento e reduz as incertezas do profissional, ajuda a explorar as possibilidades no mercado e avalia suas competências e fortalezas do profissional, desenvolvendo-o para os próximos passos. Por isso é um processo sério, que precisa ser bem conduzido.

As intenções do indivíduo são alinhadas às questões práticas que correspondem à demanda dos empregadores e do mercado. Com essa visão ampliada, novas metas de desenvolvimento são estabelecidas, como cursar uma especialização na área vislumbrada em vez de investir em uma segunda graduação.

Como fazer com que a transição de carreira seja eficaz?

Uma transformação tão significativa precisa ser bem organizada, planejada e executada. Dessa forma, a pessoa desenvolve mais segurança para mudar seus rumos e aumentar suas chances de sucesso, pois suas escolhas se tornam mais acertadas. Confira outras medidas importantes e capazes de favorecer os resultados esperados.

1. Entenda claramente seus motivos

Caso você esteja trabalhando e pensa em uma transição, avalie: sua insatisfação se dá por conta da sua atual profissão, com a área em que atua, com o seu cargo em específico ou com a empresa? Momentos difíceis existirão em qualquer trajetória profissional, por isso é imprescindível identificar a razão que está te levando a pensar em mudar.

Entenda claramente as razões pelas quais você deseja fazer uma transição de carreira e converse com pessoas de confiança a respeito.

Se você está desempregado, deve avaliar quais fatores podem te ajudar a se projetar de maneira diferenciada frente a outros profissionais. Avalie: há quanto tempo você não se atualiza de maneira formal? Para buscar um trabalho melhor, não seria importante aprender outro idioma, ou novas habilidades que hoje são requeridas? Quais opções de aprendizagem você tem? Investimentos em desenvolvimento profissional são sempre muito bem vindos e bem avaliados pelo novo empregador.

O autoconhecimento também ajuda muito, pois orienta suas ações, elucidando interesses, afinidades, competências e potencialidades. É preciso encontrar o que motiva você, analisar a viabilidade da mudança e fazer disso sua força motriz.

2. Prepare-se financeiramente

É necessário ter uma boa organização e planejamento financeiro para que o momento de transição de carreira seja mais tranquilo, pois sem dúvida o desequilíbrio financeiro afeta a maneira que uma pessoa se posiciona em entrevistas.

Ter clareza sobre sua expectativa salarial e da sua flexibilidade neste sentido também são temas que merecem reflexão. Neste sentido, saber ponderar sobre seu padrão de vida, principalmente se você foi surpreendido por uma demissão, terá um impacto direto no período da transição.

3. Pesquise sobre o mercado de trabalho

Um mesmo cargo pode ter mudanças de atribuições e responsabilidades em diferentes empresas, inclusive a nomenclatura e a posição hierárquica, que variam conforme a estrutura de cada empresa.

Pesquise, estude o ramo ou vertente em que pretende atuar e converse com headhunters ou outros especialistas em RH, a fim de se familiarizar mais com o novo cenário onde você deseja atuar. Esteja a par das tendências, inovações e perspectivas de crescimento desse mercado.

A transformação digital é outro fator que revolucionou a rotina laboral, e tem exigido atualizações e mudança no comportamento da grande maioria dos profissionais. Quem deseja trabalhar com Direito Digital, por exemplo, tem um vasto campo com a ascensão da Internet das Coisas, além de precisar entender sobre os ataques cibernéticos e a rede de computadores para defender os interesses dos seus clientes.

4. Invista em sua formação

Munido de informação sobre as possibilidades e orientado pelos especialistas em RH, invista em sua formação técnica e acadêmica. Talvez a sua graduação somada à sua experiência não sejam suficientes para o próximo passo de carreira. Neste caso, cursos de curta duração como especializações ou um MBA seguramente trarão novas perspectivas.

Uma nova formação pode ser muito adequada e não trará apenas conhecimento, mas fortalecerá sua rede de contatos. Lembre-se: é comum a oportunidade para entrevistas surgirem da sua nova rede de contatos, o tão famoso “networking”.

Quais soluções são recomendadas na hora de fazer a transição de carreira?

Os serviços de assessoria e consultoria podem melhorar exponencialmente o processo de mudança em um momento como esse, amadurecendo intenções e percepções de si mesmo ou do ramo corporativo de atuação.

Consultores especialistas mapeiam o mercado e situam você diante das ambições e dos interesses apresentados, caso do NewPlacement, oferecido pela Kienbaum. Esse alinhamento traz maiores chances de sucesso, pois permite um entendimento da realidade do empregador e do profissional.

Assim, definimos objetivos e ações para o reposicionamento, além de ajudarmos na lapidação de cada um deles e tornarmos sua bagagem atrativa aos contratantes. A vantagem é enorme, uma vez que nossos consultores têm anos de experiência no mercado e conhecimento profundo sobre os mais diversos segmentos corporativos.

A Kienbaum é uma marca alemã de abrangência mundial e alta credibilidade na área de Recursos Humanos. Otimize sua transição de carreira com quem tem credibilidade.

Agora que você já sabe as peculiaridades do processo e a importância de uma boa condução para chegar ao resultado esperado, invista em seu futuro conosco.

Tem interesse em ser orientado por um especialista da nossa equipe? Entre em contato com a Kienbaum.

112 Views
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-